“O Partido Socialista e os bairros operários: vinte anos de traição”

Um excerto do artigo

https://www.mediapart.fr/journal/france/220122/le-ps-et-les-quartiers-populaires-vingt-ans-de-trahison

No sábado 18 de Dezembro, para a sua primeira viagem como candidata quase oficial à presidência, Christiane Taubira escolheu Saint-Denis (Seine-Saint-Denis). No sábado 22 de Janeiro, foi a vez de Anne Hidalgo atravessar a estrada circular para uma reunião em Aubervilliers, no mesmo departamento. As duas mulheres entram na campanha contra um pano de fundo de divisões e promessas. Mas serão estes suficientes para restabelecer a ligação entre os bairros populares e o Partido Socialista (PS), que tem estado muito distante desde o mandato de cinco anos de François Hollande? “A esquerda e os socialistas pensam há demasiado tempo que estavam a fazer algo por nós, mas fazê-lo sem nós é agir contra nós, não é possível”, diz Mohamed Mechmache amargamente. O presidente da associação Aclefeu, em Clichy-sous-Bois (Seine-Saint-Denis), deplora as escolhas feitas no âmbito do mandato socialista. Para ele, foi nesse preciso momento que se deu a divisão. “Foi nesse momento que eles tentaram votar a favor da desqualificação da nacionalidade, para aprovar leis com os 49-3! Esperávamos que a esquerda lutasse pela justiça social nos bairros, mas não fomos ouvidos nem apoiados”, lamenta.

0 0 votes
Évaluation de l'article
S’abonner
Notification pour
guest
0 Commentaires
Commentaires en ligne
Afficher tous les commentaires